Publicidade
Publicado em 13/05/2022 00h35

UE anuncia planos para escoar produção agrícola ucraniana

Em comunicado, Comissão Europeia afirma que situação causada pela guerra com a Rússia ameaça a segurança alimentar global.
Por: Estadão Conteúdo

A União Europeia anunciou nesta quinta-feira (12/5) planos para ajudar no escoamento da produção agrícola ucraniana, o que vem sendo prejudicado pela guerra no país. Em comunicado, a Comissão Europeia afirma que a situação está ameaçando a segurança alimentar global, e que há uma necessidade urgente de estabelecer rotas logísticas alternativas usando todos os modos de transporte relevantes.

Entre as medidas, estão o armazenamento de mercadorias no território da UE, aplicar o máximo de flexibilidade em operações alfandegárias e outras inspeções, e aumentar o material circulante de carga adicional, com mais veículos disponíveis, incluindo navios e caminhões. Além disso, os embarques de exportação agrícola ucraniana devem ser priorizados e os gerentes de infraestrutura devem disponibilizar slots ferroviários para essas exportações. Um acordo de transporte rodoviário com a Ucrânia também eliminará os gargalos, afirma a Comissão.

A médio e longo prazo, UE diz que irá também trabalhar no aumento da capacidade das infraestruturas dos novos corredores de exportação e no estabelecimento de novas ligações no âmbito da reconstrução da Ucrânia. Em circunstâncias normais, 75% da produção de grãos da Ucrânia é exportada, gerando cerca de 20% das receitas nacionais anuais de exportação. Antes da guerra, os portos ucranianos do Mar Negro representavam 90% de sua exportação de grãos e oleaginosas.

A Comissária Europeia para Transportes, Adina Valean, afirmou que "20 milhões de toneladas de grãos precisam deixar a Ucrânia em menos de três meses usando a infraestrutura da UE. Este é um desafio gigantesco, por isso é fundamental coordenar e otimizar as cadeias logísticas, implantar novas rotas e evitar ao máximo os gargalos".