Publicado em 24/11/2021 07h13

Brasiliana

Mauricio Picazo Galhardo

`

 
 
Então olhei para o campo e ví o Brasil ...
- Quero saber apresenta:
 
" ... a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP) manifestou repúdio à proposta da União Europeia (UE) de restringir a importação de produtos agrícolas, sob a alegação de supostos problemas ambientais. Essa atitude, segundo a entidade, viola normas de recentes acordos internacionais. Fábio de Salles Meirelles lembra que o Brasil possui uma das mais avançadas legislações ambientais do mundo e que este fator deve ser levado em consideração pela EU. O bloco propôs classificar o País como de alto risco de desmatamento, restringindo as exportações de produtos agropecuários nacionais."Essa proposta é injustificável, por que não diferencia as práticas legais, adotadas pela imensa maioria dos produtores, das práticas ilegais desenvolvidas por uma minoria", pondera o presidente da FAESP. "Temos um Código Florestal que é modelo para o mundo. Não é correto que a UE use um argumento que pode prejudicar a expressiva maioria de produtores que agem de maneira absolutamente correta", salienta ..."
 
* Nossos produtos exportados não vem de áreas desmatadas?
* Na verdade isso parece mais provocação que realidade?
* A UE está demostrando que não conhece o Brasil?
 
As exportações brasileiras para a UE não vem de àreas desmatadas  - 
Imagem: Fotos Públicas
 
Em 11 de dezembro de 2019 foi lançado o Acordo Verde Europeu. No Twitter, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, postou que apenas produtos "livres de desmatamento" e legais serão permitidos no mercado da UE. De acordo com o documento, a causa principal do desmatamento é a expansão agrícola ligada a produtos como soja, carne bovina, óleo de palma, madeira, cacau e café. Será?
 
- Por hoje é isso. Boa semana, paz, harmonia e saúde. Até a próxima palavra Brasiliana.

Autoria: Mauricio Picazo Galhardo

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade
A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2019.