Publicado em 14/01/2021 19h16

Seis razões para rastrear e monitorar suas máquinas agrícolas

Produtividade,economia e segurança são algumas das vantagens do uso dessas tecnologias.

`

Os sistemas que permitem rastrear e monitorar máquinas agrícolas foram criados para atender algumas das principais demandas do agronegócio. Envolvendo agricultura de precisão e telemetria, que permite a transmissão remota de dados, essas soluções ajudam a melhorar não apenas  o aproveitamento dos equipamentos, mas também de combustíveis, insumos aplicados e até mesmo da equipe de operações.

Para Bernardo de Castro, presidente da divisão de Agricultura da Hexagon, que desenvolve soluções digitais para o campo, todo o fluxo de trabalho na agricultura é otimizado com essa tecnologia. Confira seis razões para investir no rastreamento e no monitoramento de máquinas agrícolas.

Maquina agricola colheitadeira de cana

1 - Controle de produtividade 

Quando se tem uma máquina com sensores e software de monitoramento, é possível verificar inúmeros dados de telemetria: rastreamento do trajeto da máquina, hora de início e término da atividade, velocidade média do percurso, realização de paradas e manobras, quanto foi plantado ou colhido, e assim por diante. 

Com essas informações em relatórios e gráficos detalhados,  os gestores conseguem acompanhar o desempenho das máquinas e controlar a produtividade com decisões mais assertivas, como mudança de um determinado trajeto ou redução do tempo ocioso.

Também é possível verificar a performance individual de cada um dos operadores de equipamentos, o que pode ajudar na eficiência da equipe. 

2 - Redução de custos 

Uma consequência do controle da produtividade é, sem dúvida, o aumento dos lucros. Reduzindo os períodos em que as máquinas não estão funcionando, diminuindo gastos de combustível e otimizando processos, os custos para realização das operações também são reduzidos.

“Nosso produto HxGN AgrOn Monitoramento de Máquinas, por exemplo, registra de segundo a segundo a posição e a atividade que está sendo realizada no cultivo e na colheita, gerando relatórios sobre rendimento, produtividade, distância e velocidade. Junto com outras soluções de agricultura de precisão, ele permite que se economize em até 10% o consumo de combustíveis e 25% a aplicação de insumos”, explica Bernardo de Castro.

3 - Prevenção em dia

Outra razão para monitorar as máquinas agrícolas é prever a necessidade de manutenção dos equipamentos. Com auxílio de tecnologias como Big Data e registros de trocas de peças, velocidade média em operações e quilometragem percorrida, fica mais fácil de conferir a saúde das máquinas e programar os reparos adequados, evitando imprevistos.

Caso contrário, se uma colhedora quebrar no meio do processo agrícola, gerará um grande desperdício de tempo e de recursos. “O trator e o reboque que a acompanham também irão parar, assim como os seus operadores, que ficarão sem trabalhar até a chegada do mecânico”, comenta o presidente da divisão de Agricultura da Hexagon.

O monitoramento também permite configurar alertas para situações específicas, como, por exemplo, se a velocidade máxima permitida for ultrapassada pelos operadores.

4 - Gestão à distância

Hoje, já existem tecnologias que permitem que todo esse monitoramento do campo aconteça à distância. Um exemplo é o HxGN AgrOn Sala de Controle, software que permite o acompanhamento em tempo real de tudo o que acontece na lavoura diretamente de uma central de comando remota.

A solução funciona a partir da transferência de informações dos computadores de bordo das máquinas agrícolas para a nuvem da sala de controle por meio de canais de comunicação 3G, 4G, Wi-Fi ou satelital. Com isso, gestores podem tomar decisões e realizar intervenções rápidas sempre que necessário, mesmo estando longe do campo.

5 - Segurança 

Saber em tempo real exatamente onde estão as máquinas e a produção agrícola, garantindo a sua segurança, também é uma razão para investir em tecnologia de rastreamento. 

O HxGN AgrOn Rastreabilidade de Matéria-Prima, por exemplo, é uma solução instalada em colheitadeiras, transbordos e carretas de caminhões para rastrear a matéria-prima desde a sua origem, no campo, até a entrega final na indústria. 

“Além da localização exata de toda a produção, esse tipo de tecnologia coleta informações como a área e o tempo de duração da colheita, aumentando a qualidade e a agilidade das operações e superando a falta de infraestrutura para rastreio de cargas no campo”, reforça Bernardo de Castro. A intervenção humana também é reduzida, com a dispensa de apontamentos manuais e etiquetas de identificação da matéria-prima. 

6 - Primeiro passo para automatização agrícola

O monitoramento da frota pode ser considerado apenas o primeiro passo na automatização de processos agrícolas. Hoje, com as soluções da divisão de Agricultura da Hexagon, já é possível utilizar os mesmos dispositivos que realizam o monitoramento das máquinas para outras funcionalidades, como controles avançados de operações, aplicação de insumos (fertilizantes, defensivos, sementes) em taxa variável e piloto automático, por exemplo.  

Assim, os gestores não têm somente a visão do que está ocorrendo, mas também a garantia de que o desempenho máximo de cada máquina está sendo executado.

Autoria: Amanda Rosa | Dialetto

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade
A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2019.