Publicado em 12/01/2021 23h06

Pesquisa mostra ganhos com bactérias em cana

Eles aumentam a biomassa e tornam a planta resistente à doenças

`

Uma pesquisa multidisciplinar, realizada no Instituto Agronômico (IAC-APTA), analisou como interagem os microorganismos benéficos em mudas de cana-de-açúcar produzidas pelo Sistema de Mudas Pré-brotadas (MPB).

O trabalho foi realizado entre 2017 e 2020 e contou com experimentos conduzidos em laboratório, onde os microrganismos benéficos (bactérias e fungo micorrízico arbusucar - FMA) foram identificados e caracterizados quanto à produção de compostos que podem favorecer o desenvolvimento da planta e controle do patógeno. 

Nos experimentos com planta, em casa-de-vegetação, as MPBs tratadas com os microrganismos benéficos, principalmente isolados bacterianos da espécie Pseudomonas putida, tiveram um aumento na produção de biomassa de até 80% observado após 45 dias do transplante da MPB. "A diferença do crescimento da planta que interagiu com as bactérias é visível a olho nu", afirma o pesquisador Matheus Aparecido Pereira Cipriano.

Com isso, além da melhor nutrição, as plantas ficaram mais resistentes ao ataque de doenças como o causador da podridão vermelha. Esse aumento de biomassa pode garantir maior vigor às mudas e reduzir a perda de sacarose causada pelo patógeno Colletotrichum falcatum.

Além da cana, esses microrganismos são capazes de desempenhar funções múltiplas, em outras culturas como alface, café e citros, como vem demonstrando os trabalhos desenvolvidos pelo grupo.

A pesquisa sob o título "Effect of beneficial microorganisms on sugarcane plant growth, metabolism, biological control and osil bacterial community" conquistou o prêmio na categoria pós-doc na Brazilian Bioenergy Science and Technology Conference - BBEST/BIOFUTURE SUMMIT II. Houve cerca de 150 trabalhos inscritos nas diversas categorias, mas a de pós-doutorado é a que gera mais expectativas. O evento aconteceu de forma virtual. 

Autoria: Eliza Maliszewski | Agrolink

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade
A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2019.