Publicado em 14/11/2017 12h49

AgroNotícias, Terça 14 de Novembro de 2017

AgroNotícias

MILHO ORGÂNICO
Pioneira na produção de sementes de milho orgânico no Brasil, a CATI, por meio de seu Departamento de Sementes, Mudas e Matrizes (DSMM), recebeu a chancela do Instituto de Biodinâmica (IBD), organismo de alcance nacional e internacional, que certificou uma área de 20 hectares para a produção orgânica na Fazenda Ataliba Leonel, principal unidade produtora de sementes da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. A Fazenda do Estado, como é conhecida, está localizada em Manduri, foi inaugurada em 1958 e depois de vários anos desenvolvendo pesquisas e produzindo sementes de milho, passou, a partir da década de 1980, a produzir também feijão, soja, arroz, triticale, sorgo e aveia. A unidade tem uma área de 3.700 hectares, sendo 1.693 agricultáveis.

NOVOS ADIDOS
A partir de agora, o Brasil conta com seis novos adidos agrícolas, três mulheres e três homens, designados para Tailândia, Índia, Vietnã, Arábia Saudita, Coréia do Sul e México. O mandato é de dois anos, passível de renovação por mais dois. Foram designados ainda os adidos agrícolas na Argentina, África e Rússia e reconduzidos aos cargos os representantes do Brasil na União Européia, Genebra e Estados Unidos.

TRIGO
De acordo com o último relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), a disponibilidade global de trigo para a safra 2017/18 caiu marginalmente devido à redução dos estoques iniciais globais (-0,38%), contrabalançado com o aumento da produção. A produção global aumentou 0,8 milhão de tons, ou 0,11%, devido ao aumento de 1,0 milhão de tons da Rússia e 0,5 MT na União Europeia, segundo respectivas atualizações feitas neste mês. 


BRASIL POTÊNCIA AGRÍCOLA MUNDIAL
A população da cidade entende a importância do setor agropecuário e está pronta para absorver o conceito de que o Brasil tem potencial para ser um país com vocação ao agronegócio. Esse foi o resultado da pesquisa “A Percepção do Campo na Cidade”, desenvolvida pela A Plant Project e sua plataforma StartAgro em parceria com a HSM Educação Executiva, tradicional por conteúdo de gestão alinhado com as tendências e necessidades dos negócios. 


REAVALIAÇÃO
As relações comerciais do Brasil com os países do Mercosul de produtos agropecuários têm preocupado membros da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados. Foi apresentado o Projeto de Decreto Legislativo 844/17 para reavaliar as normas e os critérios que regem as relações comerciais entre os países do Bloco. Além de tratar do comércio de leite, cujas importações estão causando prejuízos significativos à cadeia brasileira de lácteos, o Decreto Legislativo também reavalia a situação de outros produtos, como arroz, trigo, maçã e cebola.

OVOS
As exportações brasileiras de ovos voltaram a recuar em outubro, elevando a oferta do produto no mercado interno. No mês passado, o Brasil exportou 9.632 caixas de 30 dúzias de ovos in natura, volume 18,4% menor que o embarcado em setembro (11.816 caixas), conforme a Secex. Além disso, a demanda interna por ovos está enfraquecida – nem mesmo o pagamento dos salários nesta semana foi suficiente para alavancar o consumo do produto.

FEIJÃO
As importações da Argentina seguem atendendo a demanda do Brasil. Entre US$ 700/730 na fronteira com a Argentina vão acontecendo os negócios. Lentamente, as marcas nacionais vão retomando seu espaço que havia sido ocupado pelas pequenas marcas que empacotam qualquer coisa. Os custos no mercado interno vêm sendo afetados pela valorização do dólar, que tem variado entre R$ 140 e R$ 150.

..........0980

Autoria: Mauricio Picazo Galhardo (Cati, Mapa, Agrolink, FPA, Cepea/Esalq, Ibrafe)

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014