Publicado em 27/06/2024 19h00

Produção de carne suína quadruplica em dez anos no Paraná

No primeiro trimestre, o Paraná registrou a produção de 37 mil t de carne suína.
Por: Agrolink

Conforme a Pesquisa Trimestral do Abate de Animais do IBGE, na última década, a produção de carne suína em abatedouros com chancela do Serviço de Inspeção do Paraná (SIP) quadruplicou, passando de aproximadamente 34 mil toneladas (t) em 2013 para 161 mil t em 2023, um aumento de 371%. No primeiro trimestre de 2024, o Paraná registrou a produção de 37 mil t de carne suína, superando a totalidade do ano de 2013.

As informações foram divulgadas pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, no Boletim de Conjuntura Agropecuária referente à semana de 21 a 27 de junho.

Nos frigoríficos paranaenses com chancela dos Serviços de Inspeção Federal (SIF) e Municipal (SIM), o crescimento da produção de carne suína também foi significativo, embora menos acentuado em comparação ao SIP. Os frigoríficos com SIF aumentaram sua produção em 74%, de 568 mil t para 988 mil t, enquanto os com SIM tiveram um aumento de 130%, de 5 mil t para 11 mil t.

A média brasileira também apresentou evolução ao longo da última década, embora em proporção menor em comparação ao Paraná. A produção de carne suína em frigoríficos com inspeção estadual triplicou, representando um aumento de 205%, de 251 mil t para 768 mil t, enquanto os estabelecimentos com SIF e SIM aumentaram em 59% e 41%, respectivamente.

Fatores que podem ter influenciado no desempenho dos frigoríficos com inspeção estadual incluem o crescimento da demanda interna por carne suína, a expansão das capacidades produtivas e a migração de abatedouros registrados no SIF para o Serviço de Inspeção Estadual (SIE).