Publicado em 22/05/2024 09h18

Soluções naturais com tecnologia embarcada alavancam produção de grãos e hortifruti

Uso de biotecnologia para melhoria da saúde do solo, equilíbrio fisiológico e nutrição de plantas mitiga estresses e impacta positivamente na produtividade dos cultivos do Cerrado.
Por: Olavo Pesch

Estudos científicos e trabalhos de campo comprovam que o uso de soluções biotecnológicas auxilia os produtores de grãos e hortifruti (HF) do Centro-Oeste a enfrentarem as adversidades e incrementarem seus ganhos produtivos e, consequentemente, financeiros. “Os maiores desafios da região estão relacionados à falta de chuvas e às altas temperaturas, como ocorreu na última safra. Essas condições climáticas desfavoráveis geram estresses que atrapalham o desenvolvimento das plantas”, aponta o doutorando em Fitotecnia pela Universidade Federal de Uberlândia Matheus Henrique Pereira Medeiros, gerente técnico da Alltech Crop Science. 

Atualmente, o pesquisador realiza trabalhos na Agrícola Werhmann, localizada no município de Cristalina (GO), com o objetivo de mitigação de distúrbios fisiológicos após aplicação de herbicida na cultura da cebola. Os estudos estão sendo conduzidos através da parceria entre a empresa de produção de hortaliças, a Alltech Crop Science e o Núcleo de Pesquisa em Olericultura (NUPOL) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), de Minas Gerais.

Segundo Medeiros, a diminuição dos impactos causados pelas condições climáticas começa pelo cuidado com a saúde do solo. De acordo com o especialista, um dos manejos que vem apresentando excelentes resultados consiste na manutenção e condicionamento do microbioma do solo. “A aplicação do SOIL-PLEX ACTIVE promove a atividade da microbiota de maneira natural e espontânea, tornando-a mais saudável e vigorosa. Este produto permite que os microrganismos benéficos do solo se desenvolvam para colonizar o solo e as raízes, estimulando o crescimento radicular e melhorando a absorção de nutrientes pela planta. Com isso, o ambiente torna-se propício à supressão de doenças do solo e ao crescimento saudável da planta, refletindo em melhores produtividades”, explica.

Análises realizadas no Laboratório de Microbiologia Agrícola, da FCAV/UNESP, em Jaboticabal (SP), indicam que o SOIL-PLEX ACTIVE é compatível e pode ser utilizado com diversos microrganismos comercializados para uso no controle biológico, o que faz dele uma ferramenta importante para o sucesso da aplicação de bioinsumos, que hoje estão sendo amplamente empregados em diferentes culturas, como soja, milho, feijão, tomate, cenoura, cebola e alho. O estudo científico resultou em aumentos de 16 a 3.324,66% na contagem de microrganismos benéficos do solo.

Produtividade e rentabilidade

Os ganhos decorrentes desse tipo de mistura foram confirmados por ensaio realizado na Estação Experimental da MPB Agro, localizada no município de Jataí (GO), na safra 2023/24. O trabalho de campo concluiu que o uso de SOIL-PLEX ACTIVE e Bacillus sp., via sulco de semeadura, promoveu maior população final de plantas, maior número total de vagens por planta, maior número total de grãos por planta e massa de mil grãos de soja. Como consequência, resultou em maior produtividade: 79,3 sacas por hectare (sc/ha). Já o manejo sem aplicação dos produtos via sulco de semeadura produziu apenas 75,6 sc/ha. Com isso, o manejo do solo incrementou em 3,7 sc/ha de soja. 

“Com este investimento para a melhoria da saúde do solo, o produtor gerou um retorno sobre o valor investido de 27%, considerando o preço médio da saca de soja atual e os custos dos produtos. Se analisarmos o manejo da cultura da soja, é rotina o produtor de soja aplicar, no mínimo, os inoculantes para fixação biológica de nitrogênio. O SOIL PLEX ACTIVE deve ser uma ferramenta essencial nos cultivos do Cerrado pois favorece a microbiota benéfica, que já está presente no solo, e a melhor performance dos microrganismos que são inseridos no sistema”, exemplifica Medeiros.

Agrobrasília

Produtores do Centro-Oeste e região,  interessados em mais informações sobre o SOIL_PLEX ACTIVE e o portfólio completo da Alltech Crop Science podem visitar o estande I-08 na 15ª edição da AgroBrasília, que acontece no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci de 21 a 25 de maio. O espaço no evento é compartilhado com a Nutrimax, agora Vertiza, parceira da Alltech Crop Science há mais de 20 anos. “É o momento oportuno de comprar os insumos para a próxima safra, com condições especiais de negociação”, destaca Medeiros. Os participantes da maior feira de agronegócio do Planalto Central também poderão conhecer a área demonstrativa da Alltech Crop Science, onde será possível visualizar na prática os efeitos da aplicação das soluções biotecnológicas e a construção de um solo saudável, com maior crescimento de raízes, manejo de nematoides e plantas mais produtivas.