Publicado em 20/05/2024 22h59

Vendas de pesticidas na UE diminuíram 10%

Na UE, a variedade de pesticidas vendidos é ampla.
Por: Leonardo Gottems


Na UE, a variedade de pesticidas vendidos é ampla - Foto: Divulgação

A União Europeia (UE) experimentou uma significativa redução na quantidade de pesticidas vendidos em 2022, com uma queda de 10% em relação ao ano anterior. Segundo dados recentes publicados pelo Eurostat, cerca de 322 mil toneladas de pesticidas foram comercializadas ao longo do ano, em grande parte devido ao aumento dos preços desses produtos. 

O Eurostat divulgou um artigo detalhado no Statistics Explained que explora o indicador agroambiental do consumo de pesticidas. A publicação oferece uma análise abrangente das vendas de pesticidas na UE, destacando as tendências e variações entre os diferentes países e tipos de pesticidas.

Na UE, a variedade de pesticidas vendidos é ampla, mas três categorias principais se destacam. Os fungicidas e bactericidas representaram 43% dos volumes de vendas em 2022, enquanto os herbicidas, destruidores de troncos e matadores de musgo foram responsáveis por 35% das vendas. Já os inseticidas e acaricidas corresponderam a 14% das vendas totais. 

Entre os países membros da UE, quatro se destacam como os maiores consumidores de pesticidas em 2022: França (21% das vendas totais), Espanha (18%), Alemanha (15%) e Itália (14%). Esses países são reconhecidos como os principais produtores agrícolas da UE, refletindo sua intensa atividade agrícola e a necessidade correspondente de pesticidas para manter a produtividade e a saúde das culturas.

Entre 2011 e 2022, alguns países da UE registraram quedas significativas nas vendas de pesticidas. As reduções mais acentuadas foram observadas em Itália, com uma queda de 37%, Portugal, com 36%, e Grécia, com 33%. Essas diminuições refletem uma tendência crescente de buscar alternativas mais sustentáveis e menos dependentes de produtos químicos no manejo agrícola.