Publicado em 20/11/2020 21h13

Empresas se unem em maior fábrica de proteínas de insetos

A base da produção de proteína para ração animal será uma espécie de mosca

Segundo informou nesta sexta-feira (20) a Agência Reuters a maior fábrica de proteína de inseto deve ser erguida em Decatur, Illinois (EUA). A unidade resultará da união entre as empresas, a norte-americana de grãos, Archer Daniels Midland Co e a francesa de biotecnologia, InnovaFeed.

A planta se coloca como uma alternativa à produção de rações animais a base de grãos, com preços globais em elevação. Além disso a produção a base de insetos diminui a emissão de gás carbônico, sendo uma alternativa sustentável à farinha de peixe, por exemplo.

A base da produção de proteína para ração animal será uma espécie de mosca altamente nutritiva. A Hermetia Illucens ou mosca soldado-negro é originária das Américas e suas larvas costumam ser usadas no processo que, além de protéicas são nutritivas e têm muitas vitaminas. Devem ser 60 mil toneladas de ração, outras 20 mil de óleos para rações de aves e suínos e 400 mil toneladas de fertilizantes.

A construção ainda está com licenças e aprovações pendentes e tem previsão de início no ano que vem. A fábrica estará estrategicamente localizada do lado de um enorme complexo de processamento de milho e deve utilizar os subprodutos para alimentar os insetos. O esquema colaborativo emitirá 80% menos dióxido de carbono do que uma instalação independente, disseram as empresas em comunicado.

A InnovaFeed também lançou uma unidade de produção de proteína de inseto em Nesle, norte da França, atualmente a maior do mundo, com capacidade para 15 mil toneladas de proteína de inseto. No final das contas, ele vai alimentar o equivalente a 400 mil toneladas de peixes, aves e porcos.

 

Autoria: Eliza Maliszewski | Agrolink

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2019.