Publicado em 22/05/2020 20h10

Especialistas acreditam em queda de 10% no PIB

Órgãos econômicos acreditam que o país encerrará o ano negativamente

O levantamento do Yubb aponta estimativas de principais órgãos econômicos do Brasil. De acordo com os dados divulgado, não existe estimativa de crescimento do PIB brasileiro neste ano. Por conta do coronavírus e seu impacto de recessão econômica, órgãos econômicos acreditam que o país encerrará o ano negativamente. O melhor cenário é nulo, em 0%, enquanto o pior cenário é de queda de até -10%. Para o Ministério da Economia, a queda será de -4,7%. É o que aponta levantamento realizado pelo Yubb (https://yubb.com.br/), maior buscador de investimentos do país. 

“A consultoria global UBS foi a que apontou a pior estimativa. Para eles, existe uma possibilidade de recuperação rápida da atividade econômica à medida que o distanciamento social for sendo flexibilizado, e apontaram três possíveis cenários que o país deverá vivenciar”, explica Bernardo Pascowitch, fundador do Yubb. “Nos cenários 1 e 2, que são mais otimistas, UBS pensa que encerraremos 2020 com o PIB entre -5,5% a -7,7%. Entretanto, no cenário 3, o PIB atingirá -10,1%”. 

Yubb ressalta que em um posicionamento mais otimista, o banco Credit Suisse acredita que o crescimento do PIB será de 0%, isso porque o desempenho da atividade econômica no Brasil durante o primeiro trimestre de 2020 não foi tão afetado pelos impactos do coronavírus, já que o país foi um dos últimos a apresentar a propagação da doença. “Apesar da visão mais otimista, o Credit Suisse destacou que não é possível desconsiderar um cenário de maior recessão. Isso vai depender do tempo que o governo vai levar para conter o impacto negativo causado pela pandemia do covid-19”, detalha Bernardo.

Autoria: Aline Merladete | Agrolink

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2019.