Publicado em 13/08/2019 14h54

Agroleite: APCBRH lança Programa BVD Free

Parceria entre Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa e Allflex dará mais segurança e confiabilidade em testes de detecção de Diarreia Viral Bovina (BVD), doença com maior impacto na atividade leiteira

A APCBRH – Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa lança durante o Agroleite, que ocorre de 13 a 17 de agosto, em Castro (PR), o Programa BVD Free, que tem como objetivo oferecer mais segurança e confiabilidade em testes de diagnóstico de Diarreia Viral Bovina (BVD), doença com maior impacto nas propriedades leiteiras, visando o seu controle.

A partir de uma parceria com a Allflex, líder mundial em identificação e monitoramento de animais, os testes de diagnóstico realizados pelo laboratório da APCBRH, tanto para associados como para clientes dos seus serviços, serão feitos com uma tecnologia que confere mais segurança e eficácia no monitoramento sorológico dos bovinos.

A BVD é uma doença causada por um vírus que pertence à família Flaviriridae gênero Pestivirus e causa importante impacto econômico na atividade leiteira. A doença instalada no rebanho pode ocasionar sintomas reprodutivos, tais como: abortos, natimortos, má formação fetal e absorção embrionária. Além deles, a doença também pode levar os animais a um quadro de imunossupressão, abrindo portas para outras enfermidades e ainda diminuir a produção de leite e aumentar a células somáticas.

Para o controle da doença é de fundamental importância fazer um diagnóstico do desafio de cada propriedade, com um levantamento dos níveis de anticorpos por meio do monitoramento sorológico dos animais e amostras de leite do tanque. A recomendação é monitorar o nível de anticorpos para BVD mensalmente no rebanho. Se os resultados indicarem alto desafio, é feito a coleta de material da cartilagem da orelha do animal.

A partir da parceria para o Programa BVD Free, os testes da Associação serão realizados com a tecnologia Allflex TSU (Tissue Sampling Units), um sistema de coleta de tecido da orelha do animal altamente seguro e confiável, além de mais prático e ágil. O teste tem como objetivo eliminar os animais Persistentemente Infectados (PI) com BVD do rebanho. Os PIs são os animais que nascem portadores do vírus, eliminando-o o tempo todo no rebanho. Eles são a fonte de infecção da propriedade. Sem a identificação e o descarte desses animais não há controle efetivo da BVD no rebanho.

“Esse novo sistema de coleta a partir da parceria com a Allflex dará mais confiabilidade, credibilidade e segurança, que caracterizam os serviços da Associação, permitindo ter uma maior rastreabilidade da amostra. Isso contribuirá também para expandir ainda mais a atuação para outras regiões, como Minas Gerais, São Paulo e Santa Catarina”, afirma o superintendente técnico e administrativo da APCBRH, Altair Antonio Valloto. “Estamos muito otimistas com a parceria e na primeira fase do Programa queremos atingir o número de 4.500 animais monitorados”, salienta.

“A BDV é doença com maior impacto nas propriedades leiteiras e fazer o monitoramento coletando tecido de forma prática e segura é de fundamental importância para assegurar a produtividade da pecuária leiteira e garantir a segurança sanitária da propriedade”, salienta o diretor comercial da Allflex, Ivo Martins.

Autoria: Assessoria de Imprensa

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014