Publicado em 12/06/2018 18h04

Produção de etanol deve aumentar consumo de milho

Dados indicam um ganho de 600 mil toneladas do grão para a produção de etanol

Estimativas da empresa de consultoria agrícola Agroconsult apontam que a perspectiva em relação a produção de etanol de milho é de crescimento para esse ano no Brasil. Em  contrapartida, o consumo do grão para a produção de ração animal deve cair no ciclo 2017/2018 devido às dificuldades existentes no setor de carnes. 

Os dados do levantamento indicam um ganho de 600 mil toneladas do grão para a produção de etanol em relação à última safra, já o uso de milho para a fabricação de ração deve ter um decrescimento de até 1,2 milhão de toneladas. André Debastiani, sócio da Agroconsult, afirma que, o Brasil destina cerca de 1,5 milhão de toneladas por safra para a produção do combustível atualmente, número que pode chegar a 5 milhões nos próximos anos, resultando em uma alternativa para o setor. 

"O único alento que vem do consumo interno é do mercado de etanol. É um mercado que vem crescendo principalmente em Mato Grosso e em Goiás. Há umas quatro plantas já em operação e 12 projetos para entrar em operação nos próximos cinco anos", disse. 

A consultoria avalia que haverá uma diminuição territorial das lavouras de milho na primeira safra de 2018/2019, porém a safrinha deve ter um aumento de aproximadamente 1 milhão de hectares no Brasil. Esse possível acréscimo da produção é um dos fatores que se soma ao baixo custo do milho para a fabricação de biocombustível e a proximidade que as usinas da região Centro-Oeste têm para fornecer etanol para o Norte e Nordeste como principais motivos para a recuperação comercial do etanol frente a gasolina. 

Autoria: Leonardo Gottems | Agrolink

  • Link:

Comente essa notícia

Agenda de Eventos
Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014